SINGLE | New Order, Grammy Awards e um promo a peso de ouro

giaueitunesAproveitando que no post de ontem eu falei sobre o álbum Waiting for the Sirens’ Call (2005), porém meio como pretexto para disponibilizar/compartilhar aqui no blog meus recortes de matérias/resenhas sobre o disco, resolvi hoje publicar um texto tendo como mote a seguinte história: que o Sirens não é essa Coca-Cola toda, apesar das simpáticas e geralmente positivas críticas que recebeu, isso é praticamente vox populi; mas muita gente não deve se lembrar (ou nem sabe) que esse foi o CD que deu ao New Order sua primeira e também única indicação ao Grammy Awards – ou pelo menos a única até agora.

Na ocasião, a banda concorreu a 49º edição do grande prêmio da The Recording Academy, ocorrida em 2006, e havia sido indicada na categoria “Best Dance Recording” (melhor gravação dance) por “Guilt Is a Useless Emotion”, faixa número 09 de Waiting for the Sirens’ Call. Infelizmente, não foi daquela vez que o New Order pôs os pés no degrau mais alto da indústria discográfica – naquele ano e naquela categoria o feito foi realizado por Chemical Brothers e Q-Tip (“Galvanize”). No entanto, mesmo sem faturar o prêmio (na verdade, ninguem acreditava que conseguiria), “Guilt Is a Useless Emotion” parecia, de alguma maneira, predestinada a se tornar uma faixa histórica para o New Order, mesmo estando milhões de anos-luz de ser considerada um grande momento criativo ou clássico do grupo.

“Guilt…” foi o quarto single saído de Waiting for the Sirens’ Call. Até então apenas um álbum do New Order havia tido quatro singles: Republic, de 1993 (com “Regret”, “Ruined In a Day”, “World” e “Spooky”). Todavia, para a divulgação e promoção de Sirens, a banda e a gravadora apostaram em algumas novidades no lançamento dos singles: no primeiro, “Krafty”, uma das edições em CD trazia uma faixa multimídia com o vídeo promocional dirigido por Joan Renck; no segundo, “Jetstream”, cumpriram uma “profecia” do baterista Stephen Morris no documentário de 1993 da MTV, Past, Present and Future (“No futuro você poderá remixar seu próprio disco, tirar as partes de que não gosta…”), e incorporaram ao single um software chamado U-Myx que permitia que o usuário criasse seu próprio remix da música; o seguinte, o que batiza o álbum, foi lançado no extravagante formato de EP triplo de 7″, mas com os três vinis sendo vendidos separadamente.

Quando parecia que isso seria tudo, surgiram rumores de que a faixa “Turn”, uma das melhores de Sirens, seria o quarto single. Todo mundo achou uma excelente escolha, embora alguns acreditassem que se tratava de uma canção sem muito potencial para remixes. No entanto, os “boatos” diziam que “Turn” teria como lado B “Waiting for the Sirens’ Call (Tribute Remix)”, de Wally Gagel. Michael Shamberg produziu um vídeo para o que viria a ser então o novo single do New Order. Porém, foi uma surpresa para todos quando a London Records e a Warner Music anunciaram que o esperado quarto single saído do oitavo álbum de estúdio da banda seria “Guilt Is a Useless Emotion” ao invés de “Turn”. E o mais curioso de tudo: o single seria lançado exclusivamente no formato “DMD” – digital music download – para clientes da iTunes Store. Enfim, aquela era a entrada oficial do New Order no mercado do download pago de músicas. “Guilt…” foi lançado em novembro de 2005, exatamente um mês antes de sair a lista dos indicados ao Grammy Awards. Detalhe (ou curiosidade): “Guilt…” foi lançado sem vídeo promocional. Por outro lado, Michael Shamberg, talvez insatisfeito com o cancelamento do lançamento de “Turn”, resolveu fazer por conta própria outros vídeos alternativos para o single que nunca foi lançado, todos eles disponíveis em seu site.

Um parênteses aqui. Tem gente que acha que a história de “Turn” ter sido a primeira opção para ser o quarto single de Waiting for the Sirens’ Call não passou de especulação e boato e que o vídeo de Shamberg (produtor da maior parte dos clipes do New Order) não é oficial. Não é bem assim. No CD duplo Singles, lançado em outubro de 2005 e que reúne somente as versões dos vinis de 7″ e as radio edit, uma versão editada de “Turn” encerra o disco. Maior prova do que essa, impossível.

Voltando a “Guilt Is a Useless Emotion”… Se por um lado a faixa não foi um estrondoso sucesso em matéria de downloads na iTunes Store, no eBay a história foi bem diferente. Como é de praxe, a gravadora distribuiu, para fins de divulgação, algumas “amostras grátis promocionais” (que costumamos chamar crua e simplesmente de “promos”) de “Guilt…” em CD. Pois bem, cópias desse promo, que sequer capa / artwork possui, caíram no eBay e imediatamente se transformaram em itens cobiçadíssimos, estando inclusive entre os mais disputados na época. Chegaram a ser arrematados por preços na faixa dos três digitos! A procura era tão grande que, pela primeira vez, aconteceu algo nunca antes visto no site (ou pelo menos não com o material do New Order): o aparecimento de cópias piratas / versões falsificadas do promo, na maioria das vezes sendo vendidas a preços convidativos demais na opção “Buy Now”. Um dos vendedores dessas cópias fajutas dizia se chamar Orlando Puerta, que nos créditos do single é o A&R que representa os DJs que contribuíram com os remixes. Eu mesmo cheguei a comprar dois espécimes mandrakes (quando você recebe, descobre que é um CD-R!) até conseguir um legítimo. De vez em quando ele aparece no Music Stack custando na faixa dos US$ 70 (R$ 212,00 pelo câmbio de hoje).

Indicação para o Grammy, porta de entrada do New Order no mercado de download de música digital, um dos promos da banda mais valorizados, disputados (e pirateados) dos últimos tempos… É realmente incrível como uma canção meia boca conseguiu conquistar uma certa dimensão histórica que mesmo registros de qualidade indiscutivelmente superior não conseguiram. São aqueles famosos mistérios sem explicação, mas que dão a história de um artista, ou melhor, de uma banda, um tempero especial.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s