NEWS | Sumner dá mais detalhes sobre próximo CD do New Order na Classic Pop Magazine

Screen-Shot-2015-05-21-at-17.11.04-216x300Na edição junho / julho da Classic Pop Magazine, do grupo editorial britânico Anthem Publishing, a coluna “The Godfathers of Pop” (trad.: Padrinhos do Pop) traz uma entrevista com o vocalista e guitarrista do New Order, Bernard Sumner, que revela mais um pouco sobre o próximo (e ainda sem título divulgado) álbum da banda, cujo lançamento está previsto para setembro/outubro deste ano. Na entrevista, além de ter confirmado o posto de Craig Silvey na mixagem, Sumner disse que, excetuando as faixas produzidas por Tom Rowlands (Chemical Brothers), a maior parte do disco foi produzido pelo próprio New Order – um bom sinal, haja vista que os melhores LPs do grupo foram justamente aqueles produzidos por eles mesmos. Além disso, o músico diz que a Mute Records, atual gravadora do New Order, quer um álbum de 10 faixas, mas que eles possuem algo entre 14 e 15 canções e que faziam questão de finalizar todas elas. Isso é um indicativo de que poderemos ter singles com b-sides e não apenas remixes, já que é pouco provável que o CD saia com quinze músicas. Apesar de ter sido publicada este mês, é possível notar que a entrevista foi feita algum tempo antes, pois o disco já está em finalização.

Informação adicionada às 16:15 (08 Jun 2015): fontes (que eu não posso revelar) afirmam que tiveram acesso a um remix de uma das faixas do novo álbum feito pelo DJ e produtor Andrew Weatherall, que já trabalhou com o New Order em outros singles como “World in Motion” e “Regret”. O título da canção não foi revelado, mas supõe-se que virá a ser o primeiro single a ser lançado e que não se trata de nenhuma das músicas já apresentadas ao vivo pela banda – “Singularity” e “Plastic”. Descreveram a faixa como sendo no estilo do Underworld. É esperar para ver…

Trazemos ao leitor do blog a entrevista traduzida e, também, o link de acesso à versão original em inglês.


O que inspirou o novo ábum?

Voltamos a fazer shows e eles foram ficando cada vez melhores. Estávamos curtindo tanto quanto o público, então o álbum parecia ser a próxima coisa lógica a fazer.

Você está satisfeito com os resultados obtidos até agora?

O álbum soa brilhante. Eu sou um homem muito modesto, se não fosse eu diria “é ok”. Mas estamos à vésperas de terminá-lo e com cerca de duas faixas e meia para escrever. Mixamos cerca de sete faixas, por isso deve estar concluído na primavera ou pelo outono, talvez setembro ou outubro.

Um número conciso de faixas então?

Na verdade nós temos cerca de 14 ou 15 faixas. A gravadora quer 10, mas eu tenho que terminar todas elas. Me incomoda não poder terminar algo. Se eu só fizer as 10 faixas, sei que isso vai me chatear pelos próximos 10 anos.

Em termos sonoros, o New Order teve fases diferentes. Com qual delas esse álbum se compara?

É mais eletrônico que os dois últimos. É [música] eletrônica bruta, mas com arestas sólidas, como a velha escola do New Order. Há um par de faixas de guitarras também, mas que realmente te espetam os olhos. Eu acho que vai surpreender as pessoas.

Com quem vocês trabalharam?

Tom Rowlands, dos Chemical Brothers, está envolvido em algumas faixas, mas a maior parte foi produzida por nós mesmos e mixada por Craig Silvey. Descobrimos que foi um processo agradável, embora tivéssemos trabalhado durante um longo período e em lugares diferentes.

O que inspirou suas letras?

Acho que as letras tendem a ser tanto sobre o amor quanto sobre queixas. Quando se é jovem, é tudo sobre retaliação e quanto a obter suas próprias coisas. Agora, as canções são sobre ter um dia de merda, como alguem bater no meu carro ou não conseguir uma ereção.

Escrever músicas é um processo diferente para você nos dias de hoje?

Sempre depende da música. Eu escrevo sobre a atmosfera, que é derivada da música. A música sempre vem em primeiro lugar, antes das letras.

Vocês apresentarão as músicas novas ao vivo antes do álbum sair?

Não, nós não estamos em turnê, porque estivemos tocando ao vivo nos últimos três anos, por isso este ano foi totalmente devotado à gravação do álbum. Em seguida, faremos uma pausa para recarregar nossas baterias. Mas podemos fazer algo no outono.

Como você se sente sobre a campanha recente para fazer da casa de Ian Curtis em Macclesfield um museu?

Eu estou dividido. Obviamente é bom para honrar Ian, mas outra parte de mim acha que é um pouco macabro. Para mim, é um local de tristeza.

Que música você tem ouvido?

Estou ouvindo o novo álbum do New Order, eu trabalho doze horas por dia nele, começando ao meio dia e terminando meia noite; nos finais de semana eu estou lá com a minha língua de fora. Eu me levanto, ando em linha reta até o estúdio, fico puto em torno das sete horas da noite e quando eu não posso mais beber eu vou para a cama. Que é cerca da meia noite. É como a vida de um estudante, mas com dinheiro.

Portanto, este é seu álbum alcoólico?

Eu bebo somente no trabalho. É o oposto de ser um policial. A bebida não me faz criativo, é apenas para me fazer esquecer de mim mesmo e essa é a essência da criatividade. Eu bebo vinho nesses dias, rosé ou branco. O tinto me faz sentir sede e cansaço, como se eu tivesse um prego de nove polegadas na minha cabeça.

Então, podemos esperar uma bebida oficial do New Order, ou uma garrafa de vinho barato, como fizeram Madness, ou Tony Hadley?

O mais engraçado é que nos propuseram algo assim. Não é o meu negócio, mas eu não estou descartando o meu próprio conjunto de roupa íntima ou fragrância.

Em breve será a vez do New Order receber o Lifetime Achievement Awards. Como se sente?

Eu não me importo. Eu fui convidado para dar um desses nos NME Awards recentemente e eu pensei que eles haviam dito Slade, mas na verdade disseram Suede. Eu tive que reescrever meu discurso – eu estava esperando Noddy Holder. Mas o Suede é uma banda muito boa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s