NEWS | People on the High Line: vendas “bombaram” no primeiro dia

CoSoh8LXEAAxPSW

“People on the High Line”: vendas indo bem logo no primeiro dia

Como são as coisas: quando o New Order e sua atual gravadora, a Mute Records, anunciaram que “People on the High Line” seria o quarto single do álbum Music Complete, lançado há quase um ano, muita gente reclamou. Mesmo quem gostava da faixa (este blog, por exemplo, chegou a citá-la como um dos destaques do disco na resenha que foi publicada aqui) achava que ela não era a melhor escolha. Havia muitas apostas para “Plastic”, enquanto “Academic” tinha um imenso fã-clube fazendo torcida por ela. Bernard Sumner chegou a declarar, em um entrevista logo após o lançamento do disco, que “People on the High Line” era uma de suas favoritas para virar single, mas que a banda havia rejeitado sua indicação. Por isso, ninguem entendeu muito bem porque, “de repente”, eles resolveram mudar de ideia. Mas o fato é que, na prática, a escolha parece ter sido muito acertada: “High Line” literalmente “bombou” no seu lançamento – e o vídeo promocional, que será escolhido em um concurso, sequer foi lançado ainda!

No site Mutebank, lojinha virtual da Mute Records, o bundle (pacote) promocional com vinil 12″ e CD pelo preço camarada de £ 13 esgotou no mesmo dia; aliás, não há mais uma cópia sequer em CD para contar história (todas já se esgotaram) e o site agora aguarda a reposição dos estoques do vinil. O estoque da Amazon britânica também evaporou em poucas horas e até o momento em que escrevo estas linhas apenas um de seus vendedores parceiros/associados possuía cópias disponíveis – e as estava vendendo por extorsivas £ 11 (o CD) e £ 22 (vinil de 12″). Por sorte, consegui encomendá-los por £ 6 e £ 8, respectivamente, no site da Norman Records, mas ainda assim terei que aguardar a reposição do estoque dos vinis (só o CD estava disponível para pronta entrega).

E isso porque ninguem gostou da escolha de “People on the High Line” como novo single…

Visite também nosso Instagram:
http://instagram.com/neworderbrfac553 Instagram

NEWS | Livro de Peter Hook sobre o New Order sai em outubro deste ano

ArticleSharedImage-64628

Peter Hook promete “a verdade” sobre o New Order

Agora é oficial: o tão aguardado livro do (ex-)baixista Peter Hook sobre o New Order já tem a sua data de lançamento marcada. Intitulado Substance: Inside New Order, vai sair na Inglaterra, pela editora Simon & Schuster no dia 06 de outubro. A edição de capa dura terá 928 páginas (!!!) e o preço sugerido pelo editor será de aproximadamente £20 (cerca de R$ 86 pelo câmbio de hoje). “Hooky” promete um livro mais “verdadeiro” que Chapter and Verse, autobiografia do vocalista e guitarrista Bernard Sumner publicada pela Bantam Press em 2014. Em entrevista concedida ao site Skiddle.com e divulgada anteontem, o baixista disse:

“Fiquei bastante surpreso com o livro do Barney porque, na minha opinião, ele disse um monte de mentiras e eu até o tinha em má conta com algumas coisas, mas não por ser mentiroso. E isso me deixou chocado. Quando eu li o livro fiquei surpreso porque ele conseguiu despachar trinta anos de New Order em cem páginas. Olhei para o glossário e vi que eu estava em 66 delas, sendo chamado de lixo [N.T.: isso, absolutamente, NÃO É VERDADE]. Meu novo livro é sobre a história do New Order. Ele [o livro] diz a verdade e eu acho que as pessoas que leram os livros do Joy Division e do Haçienda tirarão suas próprias conclusões. Eu nunca fui acusado ou chamado de mentiroso a respeito de qualquer coisa a ver com isso. Eu simplesmente disse a verdade sobre o que aconteceu. O livro sobre o New Order, que vai sair em breve, vai fazer exatamente o mesmo. Logo, as pessoas serão capazes de tirar suas próprias conclusões e pensar por si mesmas”.

Substance: Inside New Order, que já teve o título cogitado para Power, Corruption and Lies, já se encontra disponível para pré-venda em diversos sites, como o da Amazon inglesa, mas na loja virtual Recordstore pode ser encomendada uma edição limitada que virá assinada pelo próprio Peter Hook – a exemplo do que foi feito com os livros anteriores, The Haçienda: How to Not Run a Club (2010) e Unknown Pleasures: Inside Joy Division (2013). Abaixo, o blog oferece a tradução do press release oficial do livro.


Dois álbuns aclamados e uma iminente turnê pela América do Norte – o Joy Division tinha o mundo aos seus pés. Então, na véspera desse passeio e do início do que certamente poderia ter sido uma história de sucesso internacional, o conturbado vocalista da banda, Ian Curtis, se matou.

“Nós realmente não pensamos sobre isso depois. Simplesmente aconteceu. Um dia estávamos no Joy Division, então nosso vocalista se matou e em seguida, quando nos reunimos novamente, éramos uma nova banda…” (Peter Hook)

Essa banda era o New Order. Seu som característico – uma inovadora fusão de pós-punk e electro – abriu caminho para a explosão da dance music nos anos oitenta e deu-lhes a fama de ser uma das bandas mais influentes de sua geração. Apesar do sucesso, a banda sempre foi um choque entre o visionário e o volátil e suas relações eram repletas de tensões.

Conhecido por não conhecer tabus, Peter Hook conta de modo abrangente toda a história do grupo, repleta de ultrajantes anedotas e incluindo cada set list, itinerário de turnê e detalhes sobre cada equipamento eletrônico usado para forjar o som que mudou o rumo da música popular.

O autor: Peter Hook nasceu em Salford, em 1956. Ele foi membro fundador do Joy Division e do New Order e agora excursiona tocando a música de ambos os grupos com sua banda ‘Peter Hook and The Light’. Ele também é DJ e promove o concerto The Haçienda Classical pelo mundo. Peter vive em Cheshire com sua esposa, Rebecca, e os filhos, Heather, Jack e Jessica, e seus cães de estimação, Wilma e Bo.

Visite também nosso Instagram:
http://instagram.com/neworderbrfac553 Instagram

NEWS | “Singularity” será o novo single

6123yxQVtsL._SL1500_ (1)

A capa do single “Singularity”, segundo a Amazon.

Assinantes da newsletter da Mute Records foram avisados nos últimos dias de que novidades sobre o terceiro single do New Order saído do álbum Music Complete viriam “em breve”. Mas, pelo visto, o site da Amazon norteamericana resolveu se antecipar – e já está anunciando para a pré-venda o vinil de 12 polegadas de “Singularity”, o sucessor de “Tutti Frutti”. A data oficial de lançamento, de acordo com a Amazon, será dia 18 de março – quase dois anos depois da canção ter sido apresentada ao vivo pela primeira vez em uma edição chilena do festival Lollapalooza.

“Singularity” foi escrita e produzida pelo New Order em parceria com Tom Rowlands, dos Chemical Brothers. Possivelmente, o novo single deverá seguir o mesmo conceito de marketing dos anteriores: antes do lançamento em formatos físicos (CD e vinil de 12″ colorido), certamente  ele deverá sair via streaming e digital music download nos próximos dias. Por enquanto, o tracklist divulgado pela Amazon é o do vinil, que inclui remixes de Erol Alkan e Mark Reeder.

Visite também nosso Instagram:
http://instagram.com/neworderbrfac553 Instagram

NEWS | New Order divulga “nova” faixa de “Music Complete”

neworder351-370x215A contagem regressiva para o lançamento de Music Complete – faltam apenas nove dias! – continua… Após o lançamento do primeiro single (disponível, por enquanto, apenas no formato digital download), “Restless”, com direito, inclusive, a vídeo promocional, o New Order publicou hoje em seu canal oficial no You Tube mais uma faixa (inteira, leia-se) do seu novo trabalho: “Plastic”. A canção não chega a ser necessariamente uma novidade: a banda mostrou a faixa em primeira mão ao vivo durante a tour norteamericana no ano passado – e vários vídeos dela caíram na Internet em seguida. Mas agora os fãs já podem curti-la em sua versão finalizada em estúdio, que inclui a participação da cantora Elly Jackson – a voz do La Roux – nos vocais de apoio. Ao contrário de “Restless”, um tema que pende mais para o lado rock do New Order, “Plastic” é o retorno ao som eletrônico e dançante que deu visibilidade ao grupo. Quem já se deu bem foi o pessoal que comprou o novo CD na pré-venda na Amazon, na iTunes Store e na lojinha virtual da banda: a faixa em versão HQ – high quality – foi liberada para download. Nos vídeos abaixo, compare a versão definitiva de “Plastic” com uma das primeiras versões ao vivo apresentadas no ano passado.


Visite também nosso Instagram:
http://instagram.com/neworderbrfac553 Instagram

NEWS | Amazon anuncia lançamentos por aí

electronic_vinyl-480x479Quem andou espiando o site da Amazon inglesa procurando por itens relacionados ao New Order certamente já deve estar sabendo dos lançamentos que estão sendo anunciados para pré-venda pela mega rede de comércio on line. Um deles, que foi ao ar já há alguns dias, é o relançamento em vinil do álbum de estreia do Electronic, primeiro projeto solo do vocalista / guitarrista do New Order, Bernard Sumner, ao lado do idolatrado ex-guitarrista dos Smiths, Johnny Marr. Lançado originalmente em 1991, o álbum, intitulado tão simplesmente Electronic, seguia uma fórmula parecida com a do New Order: um amálgama entre rock e ritmos eletrônicos dançantes, com uma forte pegada pop. Parte do seu sucesso se deve ao estouro, no ano anterior, do single “Getting Away With It” (com participação de Neil Tennant, dos Pet Shop Boys), que originalmente não fazia parte do disco. A nova edição será prensada em vinil de 180 gramas, trará o mesmo áudio remasterizado da versão deluxe (CD duplo) de 2013 e incluirá “Getting Away With It” como faixa bônus. Segundo a Amazon, o lançamento está previsto para o dia 18 de maio.

Já o outro lançamento é o esperado livro de memórias sobre o New Order escrito pelo ex-baixista Peter Hook. A data anunciada pela Amazon UK é dia 10 de setembro de 2015 e o título do livro seria New Order: Coming Up and Coming Down (em uma tradução livre, seria algo como “New Order: Chegando Lá e Desmoronando”). Dois detalhes curiosos: (1) durante meses, o próprio Peter Hook andou dizendo em diversas entrevistas que o livro se chamaria Power, Corruption and Lies: Inside New Order, o que seria mais interessante, já que seu livro anterior, sobre o Joy Division, se chama Unknown Pleasures: Inside Joy Division (mas essa pode ser outra “viagem” da Amazon, pois na pré-venda do livro do Bernard Sumner, Chapter and Verse, o anunciaram inicialmente como Divided Joy); (2) não deixa de ser “supreendente” que o lançamento do livro poderá vir a coincidir com o lançamento do primeiro álbum do New Order SEM Peter Hook, o que seria uma ótima jogada de marketing (do autor, é claro) – o novo disco da banda sem seu baixista original pode fazer com que muita gente compre o livro do cara que caiu fora para saber mais das tretas que conduziram à separação.

Então, fãs, está na hora de contar as moedinhas, mexer nas economias… Ainda mais com o dólar do jeito que está (isso para não falar na situação atual da Aduana do Brasil e dos Correios)…